Bianchi Ocelot MTB Fixa (pinhão Surly Dingle 21x17 e a altura do mov.central é 29cm)

quinta-feira, 30 de junho de 2011

BIKE FIXA: Dicas, Macetes e Gambitechs

Este tópico vai ter acréscimos à medida que vão surgindo ou que descobrimos idéias que possam ser utilizadas nas conversões de bikes de estradas ou MTB em fixas.

Lembrem-se: Gambiarras NÃO Existem. O que existe são coisas bem feitas e coisas Mal Feitas.

Estamos abertos a publicar idéias dos leitores que se encaixem no tópico e que no nosso julgamento não apresentam risco para o ciclista. Segue a lista de dicas e gambitechs: Como Montar um Cubo com Pinhão Chavetado (Dica 32);  Como Montar uma Roda de Fixa Super Super Barata (Dica 31); Como Tensionar Adequadamente a Corrente (Dica 30); Como Converter Pedivela Triplo de MTB em Pedivela para Bike Fixa (Dica 29); Como Usar o Freio Traseiro na Frente (no Garfo) (Dica 28); Como Converter Cubo de Disco Dianteiro de MTB em Cubo de Fixa (Dica 27); Como Converter Cubo de Rosca em Cubo com Pinhão Parafusado (Dica 26) ; Como Fazer Parafuso/Porca para Braçadeira do Canote (Dica 25); Como Fazer um “Drop Bolt” para Freio (Dica 24); Como Fazer Adaptador de V-Brake para Roda 700c (Dica 23); Como Cobrir os Suportes de Alavancas de Cambio no Quadro (Dica 22); Como Fazer Buchas para Guidão 25.4 (Dica 21); Como Fazer Buchas para Canote do Selim (Dica 20); Usando o “Half-Link” no Ajuste Fino da Roda/Transmissão (Dica 19); Como Fazer Ferramenta Limpa-Rosca da Caixa do Movimento Central (Dica 18);  Como fazer um Tensionador de Corrente para Single-Speed (Dica 17); Como Fazer Espaçadores para Eixo do Cubo (Dica 16);  Como Reforçar o Canote do Selim (Dica 15);  A Inversão do Eixo do Movimento Central (Dica 14);   Proteção da Parte Interna dos Tubos Contra a Corrosão (Dica 13); Como Fazer Guidão Mini-Bullhorn (Dica 12) ; Polimento de Alumínio Preto Deixando Natural (Easy off) (Dica 11); Colocar Blocagem Allen na Roda Dianteira (Dica 10); Como Converter Gancheira Vertical em Horizontal (Dica 9); Firma-Pés Feito em Casa (Dica 8); Como Fazer Ferramenta para Prensar Chainstay (Dica 7); Como Identificar a Furação do Pedivela/Coroa (Dica 6); Como Colocar Garfo Standard em Quadro Oversize - buchas de redução do tubo frontal (Dica 5); Convertendo Movimento Central de Pedivela Monobloco para Movimento Central Selado (Dica 4); Como Fazer Ferramenta para Tirar Pinhão (Dica 3); Como Fazer Espaçadores para Cubo K-7 para Singlespeed (Dica 2); Como Fazer Espaçadores para Coroa do Pedivela (Dica 1) etc. 


Neste site aqui tem muitos outros gambitechs focados em bicicletas.


Antes é conveniente falar sobre “gambiarras”, e portanto vou reproduzir parte do texto “Pinhão Lockring x Pinhão Parafusado”, que está neste link: http://bikefixabr.blogspot.com/2011/05/pinhao-com-lockring-vs-pinhao.html

Antes de finalizar, cabem algumas palavras sobre GAMBIARRAS em componentes para bicicletas.

Quando indivíduos desenvolvem algo criativo, que soluciona um problema ou fornece uma outra opção, isso é considerado uma gambiarra, mas quando a mesma coisa é feita por uma empresa, isso não é considerado como tal. Ou seja, temos dois pesos e duas medidas!!!

Os fabricantes de componentes para ciclismo também desenvolvem certos produtos para dar um “jeitinho” criativo em certas situações, o que poderiam ser chamados de soluções “gambiarras”. Como por exemplo, a Campagnolo, a Surly, a Problem Solvers (“compatibility solutions”), Wheels Mfg. (especialistas em “mixing & matching drivetrains”), a J-Tek e algumas outras. A Campagnolo fornece espaçadores que permitem transformar um k-7 de 9 velocidades em 8 velocidades, assim o ciclista consegue utilizar o cambio traseiro e o ergopower de 8 velocidades com cubo de 9 velocidades.  A Surly desenvolveu um adaptador (Fixxer) que transforma os cubos para k-7 da Shimano em cubo fixo!!!  A J-Tek produz um aparato (ShifMate) que permite o pessoal de cyclocross usar os manetes Ergopower da Campagnolo com o cubo, o k-7 e o cambio traseiro da Shimano com uma indexação perfeita!!!. Além disso, a J-Tek desenvolveu outra “gambiarra” que permite usar dois manetes de freios com uma única pinça de freio – o dianteiro!!!

Por outro lado, às vezes, empresas fazem produtos que deveriam ser considerados como “gambiarras”, devido a sua baixa durabilidade, risco de quebra sem aviso e na maioria das vezes ninguém fala que é uma grandíssima gambiarra. Vejamos dois exemplos, um mais antigo e outro recente, atual.

Nos anos noventa, a Campagnolo lançou um movimento central para os grupos de estrada mais básicos, cujos dois copos eram de plásticos!!! Eu fui uma das vitimas desse malfadado produto. Esses copos não agüentavam o torque da pedalada e logo estavam com muita folga.

Atualmente, a Shimano também adotou esquema similar, pois o copo esquerdo do movimento central com ponta quadrada modelo UN-54 e outros são feitos de resina plástica!!! A experiência da Campagnolo com plásticos parece que não foi educativa o suficiente!!!  A Problem Solvers desenvolveu um copo de alumínio para substituir o de plástico fabricado pela Shimano. Eu me recuso a colocar nas minhas bikes esse movimento central da Shimano com copo de plástico, prefiro colocar um Chin Haur (chinês) ou de outra marca: Miche, Token, Stronglight, Sugino, IRD ou Tange, mas Shimano com plástico nunca!!! É gambiarra, e das mal feitas!!!. O link para o produto da Problem Solvers  está aqui, e ele custa a bagatela de US$ 25.00.”

As postagens/idéias serão numeradas e a mais antiga tem número um e vai estar no final da postagem, assim o leitor não precisa descer até ao fim para ler as ultimas idéias.



32. Como Montar um Cubo Fixo com Pinhão Chavetado 

Esta alternativa de cubo fixo é a melhor em termos de baixo custo e segurança/durabilidade. É muito melhor que usar um "suicidal hub" - cubo de rosca comum com pinhão colado com trava-rosca.  Neste sistema um pinhão de rosca é travado no cubo por um parafuso-chaveta, que é colocado em dois furos opostos feitos na intersecção das roscas do pinhão e do cubo, e que impedem do pinhão desrosquear. A execução disso está toda detalhada em post específico: "Como Montar um Cubo Fixo com Pinhão Chavetado".   


Cubo com Pinhão Fixo Travado com Parafuso-Chaveta



31. Como Montar uma Roda de Fixa SUPER SUPER BARATA 

Leia o post “Será Que Vou Gostar de Pedalar uma Fixa ??? Faça um Teste” onde descrevo como fazer essa roda com um cubo com rosca de aço da ShunFeng – que é super barato e soldando nele um pinhão de aço usando solda TIG ou MIG, que são mais robustas que a solda elétrica.
 


ADVERTÊNCIA: Ressalto que não testei essa solução para ver se ela aguenta skids e não tenho elementos para afirmar se a solda provoca ou não algum enfraquecimento da parede de aço do cubo. Conclusão: Sejam bem comedidos nos skids, para evitar eventuais acidentes de maior proporção.


Visando minimizar a possibilidade de quebra de raios no lado onde foi soldado o pinhão, sugiro que sejam usados raios mais grossos de 2.5 mm. O raio mais comum é o reto de 2.0 mm. Esse raio mais grosso você poderá encontrar naquelas bicicletarias que fazem manutenção de bikes cargueiras.


  O Romaldus do blog Fixieyou fez UM e ficou muito bom para iniciantes. Veja a foto abaixo postada no site dele. 

Cubo de Rosca de Aço com Pinhão Soldado 



30. Como Tensionar Adequadamente a Corrente

O tensionamento da corrente é feito colocando-se uma bola de tênis ou um tubo de espuma (spaguetti usado em piscinas) ou ainda aquelas espumas de proteção nas quais vem embaladas as bikes de fábrica. Essa espuma é colocada entre o tubo do selim e o pneu/roda. Isso foi objeto de post especifico: "Como Tensionar Facilmente  a Corrente da Bike Fixa".   




29. Como Converter Pedivela Triplo de MTB em Pedivela para Bike Fixa

A reciclagem dos pedivelas TRIPLOS de MTB, principalmente os antigos com 170mm de comprimento, faz sentido porque a furação deles é de 110mm BCD e com 5 furos, e existem coroas em abundancia nessa furação (a mesma dos Suginos  para  BMX e dos pedivelas compactos de estrada).   

Além disso, muitos desses pedivelas vem com coroas de aço que são ótimas para fixa, e eles tem encaixe de ponta quadrada e para isso existem movimentos centrais com eixos mais curtos (deixam a transmissão com uma boa linha da corrente) que permitem que esse tipo de pedivela seja  usado em uma fixa ou singlespeed.

Esse tópico é tratado em um post que está neste link AQUI.





28. Como Usar o Freio Traseiro na Frente (no Garfo)
      

No Brasil raramente as ferraduras de freios são vendidos separadamente.  Entretanto nas fixas usa-se habitualmente somente o freio dianteiro, com isso sobra o traseiro.  



É possível utilizar o freio traseiro na frente.  A principal diferença entre um freio traseiro e dianteiro é o comprimento do parafuso central que no caso do dianteiro é um pouco mais que o dobro do traseiro.  A razão disso é que o “brake bridge” (ponte do freio) aonde é parafusado o freio traseiro tem uma espessura ao redor de 13mm, enquanto que a espessura onde é colocado o freio dianteiro em um garfo de aço, alumínio ou cromoly tem ao redor de 32 mm.



A solução é utilizar uma “porca embutida” que é a mesma utilizada para prender o freio dianteiro  em um garfo de carbono – cuja espessura nessa região pode superar 40mm.



Essa peça (“porca embutida”) você vai encontrar nas bicicletarias que vendem bikes de speed  e garfos de carbono. Eles existem em diversos tamanhos de 19 mm até 35 mm. Vide foto abaixo:


Porca "Embutida" para freio - Longa 30 mm




 Eu estou usando esse expediente em várias fixas e nunca tive problemas.  Assegure-se que essa porca tenha rosqueado pelo menos uns 8 mm no parafuso central do freio.


Ressalte-se que isso não funciona se você quiser colocar um freio traseiro em um garfo de carbono – pois ele pega muito pouca rosca.



27. Como Converter Cubo de Disco Dianteiro de MTB em Cubo de Fixa       



A descrição do processo detalhado de conversão de um Cubo de Disco Dianteiro de MTB foi objeto de um post: “Como Converter Cubo de Disco em Cubo de Fixa” . O post também contém bibliografia estrangeira mostrando outras maneiras de fazer essa conversão.

 
Outro post relacionado ao assunto é: “COMO RE-ESPAÇAR UM CUBO DE FIXA OU SIMILAR”.

Cubo de Disco Dianteiro Shimano Deore Convertido

26. Como Converter Cubo de Rosca em Cubo com Pinhão Parafusado
      


Isso vale a pena fazer com cubos de rosca de flange alta de marcas consagradas pela qualidade e acabamento, tais como : Campagnolo; Shimano Dura Ace, Gipiemme, Ofmega, Normandy, Suntour etc.


Até agora já efetuei a conversão de três cubos Campagnolo, sendo um deles de flange baixa; os dois em uso estão funcionando perfeitamente sem o menor problema. Sendo que duas dessas conversões foram objetos de post no blog.



Ressalto que eu nunca dei skids nesses cubos Campagnolo convertidos. Em minha opinião os melhores cubos em termos de custo x diversão para dar skids são os cubos de disco de MTB da Shimano (XT ou Deore) com pinhão parafusado.


Os detalhes do processo de conversão estão nestes dois posts: “Como Converter Cubo de Rosca em Cubo com Pinhão Parafusado”, que é o mais recente , e o anterior é: “Cubo Campagnolo C-Record com Pinhão Parafusado” . 

Cubo Campagnolo Nuovo Tipo (1972) com Adaptador para Pinhão Parafusado

Cubo Campagnolo Record NOS (1966) com Pinhão Parafusado


25. Como Fazer um Parafuso/Porca para Braçadeira do Canote
      


As bikes de speed/fixa/pista tradicionais em cromoly ou aço carbono usam uma braçadeira integrada ao quadro. Existe um conjunto parafuso/porca especifico para ser usado com esse tipo de braçadeira. Conforme fotos abaixo.

Campagnolo Seat Binder Bolt



Sugino Seat Binder Bolt



Parafuso da Braçadeira do Canote Montado no Quadro




Esse parafusos no estilo Campagnolo / Sugino são difíceis de achar, mas existem no Brasil; principalmente nas bicicletarias dedicadas à bikes de estrada.



Tenho visto muitas fixas com parafuso/porcas comuns substituindo o parafuso apropriado e que esteticamente deixa muito a desejar.



Um amigo Eduardo Giannini sugeriu o seguinte esquema para substituir esse parafuso especial, que é o seguinte:


Use uma porca “embutida” de freio de bike speed e coloque nela um parafuso Allen de inox (não enferruja e é mais bonito que o preto) com rosca M6. 

Ele está abaixo nesta foto onde é mostrado, respectivamente, um parafuso/porca da Sugino, o parafuso/porca  substituto e a porca "embutida" montada no freio. 

Parafuso Sugino; Parafuso Substituto e Porca Embutida no Freio



24. Como Fazer um "Drop Bolt" para Freio
     

A função do “drop bolt” é aumentar o alcance das pinças / sapatas do freio, com isso evitando a troca das ferraduras do freio. No passado existiam a venda esses dispositivos, por exemplo  a Campagnolo fabricou parafusos com "drop" para substituir o parafuso central do freio, conforme abaixo.

"Drop Bolt" da Campagnolo




A necessidade do “drop bolt” surge quando, por exemplo, você resolve abandonar / trocar uma roda com aro 27” por uma 700c (padrão de speed), que é menor e portanto as pinças do freio podem não alcançar a borda do aro.  A solução é “baixar” mais o freio e isso é feito usando-se um "drop bolt".





"Drop Bolt" - Deixa o Freio Traseiro + baixo.





Ressalte-se que o “drop bolt” dianteiro é diferente do traseiro. No dianteiro, faz-se necessário colocar um tubo, com  uns 3cm de comprimento e com 2 furos, por dentro do garfo. O primeiro furo será utilizado para prender o tubo (“DROP”)  no antigo furo que suportava o freio.   No segundo furo – mais baixo que o primeiro – é que será preso o freio dianteiro.  Atente para o seguinte detalhe no drop bolt dianteiro: o furo na frente tem 6 mm de diametro e o traseiro - onde entra a porca embutida - tem 8mm de diametro.  No "drop bolt" traseiro aplicam-se as mesmas considerações - um lado o furo tem 6mm e no outro lado tem 8mm.   



23. Como Fazer Adaptador de V-Brake para Roda 700c    

 

Você tem uma MTB que comumente utiliza rodas com 26” e quer mudar para uma roda de speed - 700c. Acontece que os suportes para freio cantilever ou V-Brake estão posicionados na altura para brecar uma roda aro 26”.  Ou seja, os freios V-Brake para funcionarem com uma roda 700c deveriam estar em outra posição (mais alta) para alcançarem a borda do aro.

Adaptador MAVIC para V-Bake em Roda 700c






Existem adaptadores prontos que são parafusados nos suportes para V-Brake (posicionados para roda 26”) que alteram a posição dos mesmos permitindo usar o mesmo freio com uma roda maior – no caso 700c.


Adaptador MAVIC Montado para Roda 700c.






Atualmente existem 3 fabricantes desses adaptadores :Mavic, Dreamworks and Xtracycle. Eles NÃO são facilmente encontrados no Brasil, eu pelo menos nunca vi. 


Adaptador V-Brake 700c - marca Xtracycle





É possível fazer um utilizando-se como base um “brake booster” e colocar nele (solda ou parafusar) os suportes para V-Brake compativeis com a altura da roda 700c. Vide foto abaixo.  


"Booster" para Freio de MTB - Tektro



22. Como Cobrir os Suportes de Alavancas de Cambio no Quadro    


Essa é uma solução com fins estéticos.  A grande maioria das bikes de speed possuem "bosses" ou suportes para alavancas de câmbio no tubo inferior. Na conversão para fixas elas são retiradas  e ficam esses suportes expostos

Alguns mais radicais retiram esses suportes  para deixar a bike mais "clean".  A outra solução é cobri-los com a "carapaça" dos "stoppers" dos manetes STI ou Ergopower, e é retirado o parafuso de ajuste, que são em preto na foto abaixo. Esses da foto são da Campagnolo, mas existem de outras marcas.

"Covers" para Suporte de Alavancas no Quadro


21. Como Fazer Buchas para Guidão de 25.4 mm    


No exterior essas buchas  existem prontas para acomodar  o guidão com diametro de 25.4 mm e uma mesa/avanço com braçadeira de 26.0 mm. A Nitto faz essas buchas de chapa de aço inox.   No Brasil essas buchas são dificeis de encontrar. Porém dá para fazer utilizando chapa de aluminio de 0.3 mm.  A espessura da chapa necessária para fazer a bucha é determinada pela seguinte fórmula: a diferença de diametro entre o guidão (25.4 mm) e o diametro da braçadeira da mesa / avanço (26.0 mm), que é divididido por 2. Vejamos o cálculo:  a mesa tem um diametro de 26.0 mm e o guidão 25.4 mm , então a diferença é de 0.6 mm, que dividido por 2 resulta em uma espessura da chapa de 0.3 mm

Alguém vai pensar: Existe chapa nessa espessura à venda? Sim, existe. Aqui em São Paulo tem a Central de Metais no bairro do Cambuci que vende chapas de aluminio nessa espessura. Eu tenho usado muito essas buchas.

Ressalto que a espessura das latinhas de cerveja é 0.1 mm, ou seja um décimo de milimetro.

O próximo passo é determinar  o comprimento da circunferência da região do guidão que vai abraçar a mesa / avanço. Isso é obtido envolvendo o canote com uma tira de papel até uma ponta dessa tira encontrar a outra ponta,  marque onde uma ponta encostou no outro lado. Meça essa distância, a qual será o comprimento  que a chapa deverá ser cortada; e como largura use a mesma da abraçadeira da mesa/avanço e acrescente uns 3 mm.

A etapa seguinte é moldar essa chapa no guidão que pode ser feito manualmente.



20. Como Fazer Buchas para Canote do Selim   



No exterior essas buchas  existem prontas para acomodar as diferenças entre o diametro do canote e do tubo do selim, onde vai inserido o canote.  No Brasil essas buchas são dificeis de encontrar. Porém dá para fazer utilizando chapa de aluminio.  A espessura da chapa necessária para fazer a bucha é determinada pela seguinte fórmula: a diferença de diametro entre o tubo do selim e o diametro do canote, que é divididido por 2. Um exemplo: o canote tem um diametro de 26.0 mm e o tubo do selim é de 27.2mm, então a diferença é de 12 mm, que dividida por 2 resulta em uma espessura da chapa de 6 mm. 

O próximo passo é determinar  o comprimento da circunferência do canote. Isso é obtido envolvendo o canote com uma tira de papel até uma ponta dessa tira encontrar a outra ponta,  marque onde uma ponta encostou no outro lado. Meça essa distância, a qual será a largura que a chapa deverá ser cortada; e como altura use 10 cm.

A etapa seguinte é moldar essa chapa no canote. Uma maneira fácil de fazer isso é usar braçadeiras de mangeira as quais irão apertar a chapa em volta do canote. As buchas prontas tem uma "aba" para não cairem/escorregarem no tubo do selim.  Essa "aba" pode ser feita deixando-se uns 2mm de chapa acima da braçadeira, e esses 2mm de chapas são dobrados  batendo levemente com um martelo de borracha.

Ressalte-se que essas buchas prontas ou feitas em casa ficam estéticamente OK se usadas em tubos de selim que tenham um acabamento reto,  conforme mostrado na foto abaixo.

Bucha para Canote do Selim Instalada

Bucha para Canote - Problem Solvers




19. Usando o "Half-Link" no Ajuste Fino da Posição da Roda na Gancheira  



O elo “half-link” como diz o nome tem a metade do comprimento de um elo normal de uma corrente de speed ou fixa. É extremamente útil quando você está fazendo “Magic Gear” na sua fixa ou precisa lidar com uma diferença de três dentes no caso de cubo fixo duplo – digamos que você esteja usando dois pinhões com 17 e 20 dentes.  Quando voce usar o pinhão de 17 dentes ele poderá ficar posicionado muito para trás na gancheira, e o “half-link permitirás deixar o eixo da roda  melhor posicionado na gancheira. 

"Half-Link"




Eu também uso o “half-link” para ser o ponto de emenda da corrente e com isso posso usar  o quebra-correntes em vez de utilizar uma emenda similar ao Power-Link.  O curioso é que existe ‘half-links” com certificação NJS e meu palpite é que as bikes keirin usam o “half-link" para posicionar melhor a roda/eixo na gancheira de pista.

18. Como Fazer uma Ferramenta Limpa-Rosca da Caixa do Movimento Central  


Essa ferramenta consiste no re-aproveitamento dos copos de movimento central que usavam colar de esferas. Os melhores copos são aqueles feitos em aço cromoly, nos quais é soldado com solda MIG ou TIG  um "pegador" para facilitar o rosqueamento dele na caixa do movimento central.

Copos de Movimento Central - Convertidos em Limpa-Rosca - 1


Copos de Movimento Central - Convertidos em Limpa-Rosca -2

Antes de colocar o movimento central selado , que na maioria das vêzes os copos são feitos de aluminio, limpe as roscas do quadro e depois passe/rosqueie a ferramenta para checar se a rosca está OK. Lembre-se que qualquer problema na rosca do quadro poderá acarretar o espanamento da roscas do movimento central ( em aluminio) , pois é cromoly vs. aluminio. 


17. Como Fazer um Tensionador de Corrente para Single-speed 


A maneira mais simples e barata de fazer um tensionador é utilizar um cambio traseiro antigo.
 

Os detalhes disso estão no post: Como Montar uma Bike Singlespeed de Baixo Custo.


16. Como Fazer Espaçadores Para Eixo do Cubo a Partir de Arruelas Comuns


Essa é uma dica para resolver um problema de estética, pois em geral as arruelas que cabem em um eixo de 10 mm de diâmetro ou 3/8” possuem um diâmetro maior que os cones, contra-porcas e espaçadores originais do cubo.


O material para fazer esses espaçadores podem ser aço comum, aço inox ou alumínio.


Coloque de 10 a 30 arruelas em um parafuso ou eixo com 10mm de diâmetro e com 10 cm de comprimento. Comprima bem as arruelas com 2 porcas. Leve esse conjunto para um torneiro deixá-las no mesmo diâmetro dos demais espaçadores do cubo.

Caso teu eixo de cubo tenha um diâmetro de 3/8” de polegada, utilize um parafuso ou eixo com essa medida e arruelas compatíveis.


15. Como Reforçar o Canote do Selim

Muitas vezes devido ao peso do ciclista ou no caso de quadros com geometria “slooping” (MTBs, Speed ou Fixas) é grande a parte do canote que fica externamente e pelo “efeito alavanca” esse canote pode flexionar demais e até quebrar.


Houve o caso de um ciclista muito alto e que estava pedalando uma bike com quadro pequeno para ele, que o canote quebrou e na queda ele fraturou um dos ossos da mão. Isso correu no Giro 1300 – São Paulo a Porto Alegre de Bike Fixa.


A solução é colocar dentro do tubo do canote um segundo tubo de alumínio para torneiro (gíria de torneiro que siguinifica que o tubo é de liga de alumínio – mais resistente). Isso precisa ser feito por um torneiro que vai deixar esse segundo tubo (usando uma analogia) como um “embolo de seringa”, ou seja, ele vai entrar bem justinho no tubo do canote e o que vai servir de “graxa” é uma cola epóxi bi-componente – tipo Araldite. É preciso limpar bem a parte interna do tubo do canote e o tubo de reforço com thinner e depois com álcool para garantir uma boa aderência da cola epóxi.


O ideal é usar um tubo de alumínio com parede de 4mm e com um diâmetro externo um pouquinho maior que o diâmetro interno do canote.  Lembre-se que o comprimento do tubo deve ser uns 10 cm maior que a profundidade do canote, para poder prender o tubo no torno e depois inserir ele no canote – depois de colado esse reforço, a parte do tubo que sair do canote deverá ser cortada. Tudo isso não altera em nada a estética do canote e nem encurta o canote.


14.  A Inversão do Eixo do Movimento Central


A grande maioria dos eixos do movimento central é assimétrico, ou seja, o comprimento do eixo que sai pra fora de cada lado da caixa do movimento central não são iguais. No lado que vai a coroa do pedivela, o eixo é mais comprido, e portanto o lado esquerdo é mais curto. Então, invertendo-se o eixo, a coroa ficará mais perto do quadro e com isso pode melhorar a linha da corrente. No blog temos um post especifico sobre esse assunto: “Como Medir a Linha da Corrente da sua Bike Fixa”.


Esse macete só é possível com aqueles movimentos centrais cujos dois copos são móveis, ou seja, é possível retirá-los do corpo selado do movimento central.



13. Como Combater a Corrosão Interna dos Quadros de Aço

O tratamento interno dos tubos de cromoly / aço carbono dá um pouco de trabalho, conforme descrito abaixo.

Advertência: O convertedor de ferrugem pode atacar pintura automotiva, e talvez a pintura em epóxi; portanto caso o seu quadro esteja pintado com esse tipo de tinta e você não pretende repintá-lo é melhor fazer o seguinte: 1) eliminar a poeira interna dos tubos com jatos de ar comprimido; 2) Aplicar WD-40 ou similar e girar o quadro para cobrir toda a superfície interna e não deixar respingar na pintura; 3) Depois de seco o WD-40 ou similar, aplicar com uma seringa o Óleo de Linhaça – vide instruções abaixo nos itens 7 e 8.



Naqueles casos que você vai REPINTAR o quadro, o processo de tratamento está descrito abaixo:




1) Passa um esfregão de aço por dentro amarrado em um fio de ferro grosso - eu uso o arame de cabide - só é possivel no tubo do selim, no tubo inferior e nos seatstays (tubo paralelo ao solo que passa a corrente por cima). Nos quadros feitos com solda TIG, talvez isso não seja possivel.



2) Se possível jateia com ar comprimido para tirar bem o pó da parte interna dos tubos;



3) Aplica o PCF ou outro convertedor de ferrugem com seringa, mas deixa só uma das pontas dos tubos aberta  para aplicar o PCF, depois tampa com uma bucha de saco-plástico - os furinhos que tem no seatstays perto da gancheira - fecha com fita adesiva de eletricista e assim por diante - aplica em todos os tubos - onde tiver orifício para escapar os gases da solda, coloca parafusos para tapar os furos com rosca aonde é presa a caramanhola etc.;



4) Gira o quadro nas mais diversas direções para que o PCF /Convertedor de Ferrugem recubra toda a área interna do tubo; e depois vai mudando de posição o quadro para ter certeza que o PCF  grudou em toda a área interna do tubo;



5) Um dia depois retira todas as vedações e deixa escorrer o que ainda sobrou de PCF / Convertedor de Ferrugem; deixe secar o PCF;



6) Depois envia para pintura, mas certifique-se que eles não vão usar processos químicos para retirar a pintura; só pode ser com jateamento, caso contrário você perde todo o trabalho executado com o PCF;



7) Na volta da pintura, dá uns jatos de ar comprimido para retirar a poeira interna dos tubos, e aplica com seringa o óleo de Linhaça e também você cobre todos os orifícios com buchas de saco-plástico, parafusos e fita isolante.  Depois de aplicado o óleo de linhaça gire o quadro em todas as direções de modo que toda a área interna do tubo fique coberta com uma película de óleo.


8) Retire as vedações e deixe escorrer uma eventual sobra de óleo de linhaça, e deixe secar um pouco e depois pode começar a montagem da bike. 


12. Como Fazer Mini-Bullhorn 

Muitos fixeiros no exterior ao converterem uma bike de estrada em fixas ou singlespeeds optam por reaproveitar o guidão de speed ("drop bar") e fazem o "chop and flop" - cortar e virar. Nas fotos abaixo é mostrada o encurtamento de um guidão "bullhorn" original, no qual foi reduzido o tamanho  do  "chifre" por motivos estéticos. 

Em qualquer desses casos, recomendo o uso de guias para corte, que nada mais são do que braçadeiras para mangueiras. Com isso o corte em ambos os lados ficam simétricos. Não existe uma regra para o comprimento do "chifre" do guidão, é ao gosto do freguês. 

Entretanto, no caso de você querer instalar um manete de freio reverso (aqueles usados em bikes de thriathlon) na ponta do "chifre" é necessário deixar o "chifre" com um comprimento suficiente para encaixar esse tipo de manete. As fotos estão abaixo.


Guidão de Speed ("drop bar"


Abraçadeira como Guia 


Medindo o Outro Lado


Guidão Cortado


Guidão Montado



11. Como Deixar Componentes de Aluminio na Cor Natural

Componentes anodizados em prêto predominam hoje em dia. Caso voce aprecie aquele ar retrô proporcionado pelas peças de bike em aluminio polido ou anodizado natural é possivel eliminar a cor preta de qualquer componente de aluminio. Caso o componente seja pintado, basta aplicar Pintoff (qualquer casa de tintas vende) que a tinta fica fácil de ser removida, e para nao riscar a peça utilize uma espatula de plástico. Eu já fiz isso com aros Velocity Deep "V" e com aros Rigida Nova. No caso de peça anodizada basta aplicar Easy Off ou similar que sai fácil, às vezes é necessário aplicar mais de uma vez.  O Easy Off é um produto para limpeza de forno doméstico que contém soda caustica, e que requer cuidado no seu manuseio. As fotos  abaixo mostram o processo:


Mesa 3TTT Modelo Record 84 - Antes de Perder a Cor
Mesa 3TTT após Aplicaçao do Produto (Easy Off)


Mesa 3TTT Polida


Para polimento utilizei a pasta de polir panela de inox da Tramontina.




10. Blocagem Allen para Cubo Dianteiro

Muitos ciclistas quando montam suas fixas a partir da conversão de uma bike de estrada, hibrida ou MTB etc., só trocam o cubo traseiro (para um de fixa com eixo sólido) e re-aproveitam o dianteiro. Caso voce queira deixar o cubo dianteiro mais parecido com o traseiro a solução é utilizar uma blocagem de parafuso Allen , como essa na foto abaixo.

Blocagem com Parafuso Allen (Halo (UK))
Existem de diversas cores e tem muitos fabricantes, e todos são muito similares entre si.


9. Como Converter Gancheira Vertical em Horizontal:  Use o Adaptador Road2Pista

Isso já foi objeto de um artigo em separado que está AQUI.

http://bikefixabr.blogspot.com/2011/09/como-converter-gancheira-vertical-em.html


8. Como Fazer Um Firma-Pé Caseiro - Estilo Power Grips

Isso já foi objeto de um artigo em separado que está AQUI.

http://bikefixabr.blogspot.com/2011/08/como-fazer-um-firma-pe-caseiro-estilo.html

        
         7. Como Fazer a Ferramenta para Prensar o Chainstay

Comentamos na postagem A Conversão de uma MTB Peugeot em Fixa com Rodas 700c que foi necessário prensar o “chainstay” para que o braço do pedivela não batesse nele. Alguém vai pensar: Por que não colocou um movimento central com eixo maior? Porque isso estragaria a linha da corrente!!! Esse aspecto é crucial na fixa. Uma alternativa seria usar um pedivela para MTB com maior curvatura do braço, mas para funcionar teria de ser dos antigos (110 BCD) – pois tem mais opções de coroas para fixa.

Ferramenta para Prensar Chainstay


Chainstay Prensado

Chainstay Prensado Após Pintura





A ferramenta consiste de uma barra chata de Aço 1045 com 1 ½” de largura por uns 25 a 30cm de comprimento e 3/8” de espessura. Na qual serão feitos dois furos (com espaço suficiente entre eles para caber o “chainstay”) para colocar os parafusos allen que irão transpassar um cilindro de aço maciço, o qual fará o sulco no “chainstay”.

Veja na foto acima, o sulco foi necessário por causa da linha da corrente, que para ficar alinhada foi usado um movimento central com eixo de 107mm e pedivela de estrada triplo, mas o braço de pedivela batia no chainstay. Ressalte-se que isso não afetou o alinhamento do quadro.

Cuidados no Uso:  Caso a parte que precisa ser prensada fique numa curva (próximo da caixa do movimento central), então será necessário fazer uma “escora” em massa epóxi, que  será moldada nessa curva e que ficará entre o “chainstay” e a ferramenta. Lembre-se de cobrir tudo com fita crepe (antes de colocar a massa epóxi fresca), pois assim ficará muito fácil retirar a “escora “ de massa epóxi após a conclusão do serviço. Outro aspecto: É que deve ser colocado um cubo preso nas gancheiras traseiras, para diminuir a chance de distorção no espaçamento entre as gancheiras. Use somente em quadros de aço ou cromoly.


6. Como Identificar a Furação do Pedivela/Coroa

Isso já foi objeto de um artigo em separado que está AQUI.



       5. Como Colocar um Garfo Standard (25.4mm) em Quadro Oversize (1 1/8” ou 28.6mm)

Imagine a seguinte situação: O seu quadro é para garfo com espiga “oversize” ( 1 1/8” ou 28.6mm) e que na grande maioria dos casos a caixa de direção é Aheadset. Você deseja que a sua bike convertida em fixa tenha um visual mais clássico, ou seja: garfo de pista com caixa de direção com rosca, mesa tradicional de speed ou pista (por Ex.: Philippe, Nitto, Sakae, Dura Ace, 3TTT, ITM ou Cinelli etc).  

O que fazer? A solução é bem simples. Basta instalar um redutor de tubo frontal de 34mm para 30.2mm, que nada mais é que uma bucha de alumínio (com uma pequena aba) colocada na parte inferior e superior do tubo frontal. Elas são vendidas prontas, e são usadas nas BMX, mas podem ser usadas em qualquer situação similar. Agora basta instalar uma caixa de direção standard com rosca da mesma maneira que seria instalada num quadro que originalmente fosse para garfo standard. Existem varios fabricantes dessas buchas: Wheels Manufacturing, Sinz etc.

DICA: Antes de instalar as buchas, serre elas no lado, pois assim elas podem ser retiradas facilmente dos copos por ocasião da troca da caixa de direção. Caso contrário, cada vez que você trocar de caixa de direção irá precisar de um novo par de buchas. Veja a foto abaixo onde uma bucha está firmente agarrada no copo da caixa de direção.

Bucha Redutora de 34mm para 30.2mm

Caixa de Direção Campagnolo Chorus com Buchas

Caixa de Direção Campagnolo Chorus com Buchas II
Foto da Airborne com as Buchas Instaladas


       4. Convertendo Movimento Central de 45mm (Monark e Outros) em Rosca Inglesa (1.37 X 24 TPI)

Esse “gambitech” foi desenvolvido na Finlândia para converter as bikes da Escandinávia que utilizam movimento central de pressão (“press-fit”) com 45mm, para poderem aceitar um movimento central selado com rosca inglesa.

Esse dispositivo foi descoberto pelo Carlão, (um amigo aficionado por bikes diferentes). Esse é o link para o dispositivo na internet: http://pyoratohtori.fi/kasettikeskiot.htm . Ele vai utilizar isso para converter uma Raleigh Cruiser (quadro de alumínio) que tem a caixa do movimento central com 45mm de diâmetro e usa , obviamente, pedivela monobloco.

Existem outras opções, mas não tão boas quanto essa da Finlândia. A FSA tem um conversor para quadros que tem caixa de movimento central BB30, mas que no caso da Raleigh Cruiser requer uma luva adicional que precisa ser feita pelo torneiro, de modo que o diâmetro externo da peça alcance 45mm.

Esse "gambitech" também serve nas Monarks 10 & 12 marchas (marca de origem escandinava - Suécia). Considerando que um quadro de Monark não tem muito valor, o mais apropriado ( e barato) é colocar um tubo com rosca inglesa soldado na caixa de 45mm do movimento central do quadro. Esse tubo tem pronto na Ceeway e vai custar muito menos que esse adaptador de aluminio.

Adaptador para MC de 45mm Virar Padrão Ingles (1.37" X 24 TPI)



Adaptador FSA Converte MC BB30 em Padrão Inglês (1.37" X 24TPI)

Tubo /Caixa do Movimento Central em Aço p/ Monark 10 ou 12

Esse tubo de aço / cromoly é utilizado na construção de quadros que são soldados com TIG. Eles existem prontos na Ceeway com diametro externo entre 38.1mm a 40mm, o que é compativel com o diametro existente de 45mm e já vem com rosca inglesa pronta. Esse tubo deve ser escorado e soldado com MIG ou TIG na caixa do movimento central da Monark. No lado onde vai o braço do pedivela com a coroa (lado direito do quadro), deve ser colocado o lado do tubo que tem rosca no sentido Anti-Horário ou Reverso.

Alguém vai pensar: "Um torneiro pode fazer esse tubo? Não pode?" Sim, o torneiro pode fazer esse tubo, que deve ter 68mm de comprimento.  Lembrando que a rosca em um dos lados precisa ser REVERSA - rosca Anti-Horária, e no outro a Rosca é no sentido HORÁRIO, e ambas as roscas no padrão inglês: 1.37' x 24 TPI - traduzindo: diametro (interno) de 1,37 polegadas com 24 fios de rosca por polegada. Essa é a rosca que vem nos movimentos centrais selados da Shimano e de outros fabricantes.

O uso do tubo de aço em quadros de aluminio deve ser de outra maneira, pois nao dá para soldar. Isso no caso de não querer gastar com o adaptador finlandes.  Ele deve ser envolvido por uma bucha de aluminio (feita por torneiro) e colocada sob pressão com trava-rosca na caixa do movimento central de 45mm. 


       3. Extrator de Pinhão Fixo

Ao contrário do que falam os fixeiro ortodoxos ou fundamentalistas ou xiitas (aqueles que acham que a única alternativa “correta” é usar cubo de pista nas ruas), trocar pinhões rosqueados não é fácil e nem simples, precisa-se de muita força bruta no processo. Após estourar a corrente da ferramenta Shimano Dura Ace para remoção de pinhão, resolvi criar uma ferramenta para evitar esse tipo de problema.

A ferramenta consiste em uma barra chata de aço 1045 com as seguintes dimensões: 50cm de comprimento, 1 ½ polegada de largura e ¼ de polegada de espessura. Essa barra é furada em uma das pontas de modo que entre o eixo + cones do cubo (furo com diâmetro de 20mm) e são feito diversos furos (com 8mm de diâmetro ou 5/16 polegadas) dos dois lados do furo maior de 20mm.

Abaixo tem a foto do desenho que entreguei para o torneiro fazer a furação, não foi usado torno, mas sim uma furadeira de bancada para os furos saírem mais precisos. Usei 2 parafusos de 8mm com 4 porcas (duas servem de espaçadores) que serão presos entre os dentes do pinhão. Por que 8mm? Eles se acomodaram perfeitamente entre os dentes do pinhão. A ferramente funcionou como previsto, e foi moleza desrosquear o pinhão. Vide fotos abaixo.

Vide fotos abaixo. Não é necessário usar um torneiro, basta uma furadeira de bancada e brocas de 20mm e 8mm.

Desenho Entregue ao Torneiro
Extrator Montado no Pinhão
Vista de Cima do Extrator Parafusado no Pinhão
Advertência: Essa ferramenta é para extrair o pinhão, e não recomendo o seu uso para apertar o pinhão - ela tem muita alavanca, e você pode estropiar o cubo (lembre-se é cromoly vs. aluminio).
      
2. Espaçadores para Cubo Traseiro p/ Singlespeed

Isso também é difícil encontrar no mercado local. Uma solução interessante que li no site www.pedal.com.br é utilizar uma “luva” de PVC da Tigre – Linha Aquaterm – que é mais espessa e resistente que aquelas feitos de PVC marrom (que são para água fria). Essa “luva” precisa ter diâmetro interno de 35mm para encaixar perfeitamente no cubo estriado - cubo K-7. O corte da mesma pode ser feito no torno – mais preciso, ou com serra para metais, que nesse caso – depois do corte - precisa ser nivelada. Existem outras possibilidades, tais como: a “luva” de cobre de 35mm de diâmetro interno, ou utilizar um tubo de alumínio com diâmetro interno de 35mm , mas nestas opções é melhor recorrer a um torneiro para o corte sair bem nivelado. As fotos estão abaixo.



"Luva" da Tigre - Linha Aquaterm

Espaçador ("Luva" cortada) Montado no Cubo K-7



Outra alternativa é usar espaçadores de cassettes descartados, mas a "luva" da Tigre é bem mais fácil de conseguir e provavelmente mais barata.



       1. Espaçadores para Parafusos da Coroa


Como muitos sabem, espaçadores para os parafusos das coroas são quase impossíveis de achar no mercado local. Eles são úteis para fazer o ajuste fino da linha da corrente, pois permitem que a coroa fique mais próxima do quadro. Ou ainda, para evitar de trocar os parafusos quando voce deixa o seu pedivela com uma única coroa - eles vão ocupar o lugar da coroa descartada.  Uma maneira de fazê-los é transformar arruelas de pressão de inox com 10mm de diâmetro interno, em espaçadores, para isso basta tirar a pressão das mesmas utilizando-se dois alicates, assim elas ficam niveladas. Esses espaçadores tem aproximadamente 2mm de espessura. A razão de utilizar arruelas de pressão é que elas tem um diametro externo menor que as arruelas lisas e assim se acomodam melhor como espaçadores.

Boas Pedaladas à Todos

By Marcha Fixa

29 comentários:

  1. Ótimo post! Mas com que frequência se deve fazer o item 13? Moro em cidade de praia e estou com medo de ferrugem na minha bike nova..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tessio, Isso depende também se a bike pega chuva ou é usada em qualquer condições de tempo. Infelizmente não tenho uma recomendação cientifica a respeito da frequencia disso. Eu faria de 2 em 2 anos, caso ela não pegue chuva ou se observasse a ocorrencia de pó saindo naquele furo que existe na caixa do quadro aonde vai o movimento central. Ats, MF

      Excluir
  2. Cara, queria trocar uma ideia com vc. Gostei do blog... qual seu e-mail? Se puder entrar em contato comigo. ricardomiura@gmail.com. abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ricardo, todas as interações com os leitores são feitas via blog, pois assim outras pessoas podem ter as mesmas duvidas que voce e irão se beneficiar das respostas. Ats, MF

      Excluir
  3. Oi, tenho uma dúvida e acho que você pode me ajudar.
    Estou com uma Caloi 10 no flip-flop, comprei de um cara que montou e não curtiu. Ele trocou o garfo original da Caloi 10 por um de cromo, ficou bonito mas esse último é menor (mais curto) que o original, daí o movimento central da magrela tá bem baixo a ponto de o firma-pé ralar no chão se não estiver encaixado. O top tube tá ligeiramente inclinado, o encontro com o seat tube está mais alto do que o encontro com a caixa de direção. Dá pra entender?
    O que queria saber é se tem como colocar algum tipo de espaçador na espiga do garfo embaixo da caixa de direção para erguer o movimento central e tornar a bike mais segura, ou tenho que arranjar outro garfo mesmo.

    Abraço
    Cassio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cassio, eu entendi. O que voce precisa é colocar um extensor do tubo frontal. Nos USA eles fabricam de aluminio (Eightinch), mas eu não tenho coragem de usar esses feitos de aluminio. No post Bike Check:Bianchi Ocelot Fixa foi montado um extensor de tubo frontal para que a frente ficasse + alta. Isso do firma-pé tradicional raspar no chão se não tiver encaixado é muito comum. Ats, MF

      Excluir
    2. Oi, obrigado pela resposta. Vou ler o post da Ocelot.

      Excluir
  4. estou querendo comprar deste cubo de freio a disco de marca boa e com um preço legal...
    não gosto muito do sistema de contra rosca...
    ja rodeio muito no ML e não encontrei um cubo usado ou novo de 36 furos...
    alguem teria que pudesse me indicar,um site, uma pessoa..etc..via facebook,site enfim...

    ResponderExcluir
  5. Arion,

    Voce precisa de 36 furos? Ou um de 32 furos serve? Eu tenho um amigo que tem um Shimano Deore já convertido para fixa mas tem 32 furos. Cubo Shimano só o traseiro voce encontra no exterior ou em sites como www.pedal.com.br . Ats, MF

    ResponderExcluir
  6. Cara, acho que é um dos melhores posts que eu já li. Gostei da dica do parafuso do canote. Infelizmente eu acabei descobrindo sozinho. Usei bucha de freio de speed com o parafuso de um freio v-brake. O resultado ficou ótimo. Abs!

    ResponderExcluir
  7. ola ,,pessoal eu da minha vizinha monark 10 ta toda ruim vou pintar,mas queria saber seu posso usar cubo de marcha da shimano nexus 3 e pneus 700x38 nela por sou um cara grande 1,93 de altura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guilherme,

      Sua pergunta foge do foco do bog que é bike fixa , sem marchas. Faz essa pergunta no site do www.pedal.com.br. Ats, MF

      Excluir
  8. cara eu nao entendo NADA do que voces falam gostaria de entender , por onde comeco ? meu projeto e uma caloi que eu tenho toda original , transfomala em ss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marlon,

      Neste post aqui é descrito as etapas para montar uma singlespeed: http://bikefixabr.blogspot.com.br/2013/01/como-montar-uma-bike-singlespeed-de.html

      Ats,

      MF

      Excluir
  9. Olá Marcha Fixa, tudo bem!?
    Comecei a montar uma bike fixa a partir de um quadro de caloi 10.
    Desde então tenho lido e relido seu blog. Aproveitando a oportunidade, dou os parabéns pela ótima iniciativa. Seu blog está me ajudando muito a entender mais sobre bicicletas em geral e sobre fixas.

    Eu estava lendo a dica 23 - Como Cobrir os Suportes de Alavancas de Cambio no Quadro, pois estou com esse problema.
    Vc tem uma idéia de como consigo retirar totalmente o suporte de alavanca?
    att,
    Fábio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fábio,

      Existem 2 maneiras: 1) Use um maçarico doméstico similar àquele de uso culinário à gas butano; 2) Serre cuidadosamente o suporte e depois dê acabamento com lima / lixa para ferro. Ats, MF

      Excluir
  10. Olá,
    sobre a dica dada no item número 5, esse procedimento poderia ser aplicado em garfos standard, e consequentemente caixa de direção, sem rosca?

    ResponderExcluir
  11. Fabricio,

    Esse procedimento é para garfos stardard mas quadro "over". Dependendo do garfo (com ou sem rosca) pode ser usada uma caixa de direção standard - com ou sem rosca - dependendo do tipo de garfo (com ou sem rosca). Ats, MF

    ResponderExcluir
  12. Bom dia,

    Comprei uma Airwalk pista IV, para começar com fixa. Também possuo uma Caloi 10 e uma Motobecane 10. A dúvida é a seguinte, o que você me indicaria na troca para favorecer o desempenho e não viver com ela na manutenção? Mesmo sabendo que minha região é montanhosa decidi adquirir pois sou persistente e teimoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Christopher,

      Essa Airwalk IV é a mais básica delas. E o quadro/garfo é de aço carbono e portanto mais pesado que um de cromoly. na verdade não tem muito o que fazer em termos de performance. Antes de trocar, deixa os componentes gastarem um pouco. Para favorecer o desempenho - evitar que a bike fique em manutenção, eu trocaria o pedivela por um de aluminio, esses raios são zincados e com o tempo vão oxidar, então colocaria de aço inox, o cubo traseiro deve ser do nível de um ShunFeng e que não aguenta muitos skids, quando trocar os raios trocaria o cubo por um cubo de disco dianteiro da Shimano convertido para pinhão parafusado; e caso os pedais sejam muito pesados eu trocaria por uns da Decathlon (plataforam todo de aluminioe menos pesado) ou colocaria um clipless SPD da Shimano. Ats, MF.

      Excluir
    2. Por que uma bicicleta dessas ainda custa quase R$ 1.000,00 (se não custar mais)?

      Excluir
    3. Alexandre,

      São os vendedores aproveitando a modinha das fixas. Uma bike básica dessas não deveria custar mais do que R$ 500,00 a R$ 600,00 . Uma MTB básica (em aço carbono) fabricada por terceirizados da Decathlon custa ao redor disso; porém uma fixa tem muito menos componentes e portanto o preço não deveria passar disso. Ats, MF

      Excluir
  13. Boa noite!
    Tenho um quadro de cromo da KHS que quebrou no downtube!
    Quero soldá-lo e montar uma fixie, vcs acham que tenho condições de conseguir ou é um projeto muito complicado?
    A e o principal né, isso não vai ficar fora do padrão das bike fixas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valter,

      O projeto não e' complicado desde que executado por pessoa que entende de restauro de quadros. Aqui em Sampa tem o Sr. Fiorentino Bello que faz isso e uns poucos mais.

      Fixa não tem padrão. O único padrão e' não se acidentar com elas, o resto e' ao gosto do fregues. Leia os posts "As Sete Regras da Fixa" e também o post: "Os Mitos Sobre as Bikes Fixas" . Ats, MF

      Excluir
  14. Boa noite,
    Primeiramente, tenho uma fixa com quadro Oversize. Queria instalar nela uma mesa Kalloy (estilo daquelas Nitto, clássicas) mas ela é mais fina do que o garfo/quadro. Seria possível instalá-la sem ter que trocar o garfo, apenas adaptando a parte na qual a mesa entra? O garfo atual é Aheadset; é possível utilizar essas mesas (do tipo da dica 11) sem ter que trocar o garfo inteiro? Existe uma solução simples como na Dica 6? Agredeço desde já,
    Vitor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vitor,

      Garfo para caixa / mesa aheadset não tem como usar uma mesa quill clássica, o inverso pode ser feito - isto e' mesa aheadset + adaptador no garfo c/ rosca. As soluções são: 1) garfo standard c/ rosca + bucha redutora ou, 2) troca da espiga do garfo por uma na medida standard (25.4mm de diametro) com rosca. Ats, MF

      Excluir
    2. Além disso você vai precisar de uma nova caixa de direção standard c/ rosca e redutor do diâmetro do tubo frontal do quadro.

      Excluir
  15. olá amigo tudo bem ?
    apareceu uma caloi cruiser na minha vida.
    estou em duvida quanto aos procedimentos do MC.
    1º eu peço ao soldador para soldar um tubo de aço 1020 e de 37.7 mm de diametro.
    depois coloco um eixo salva quadros isso ??
    ou posso só colocar um eixo transformer com rolamentos e tudo bem ?
    obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tiago,

      Veja os procedimentos para MC que usa pedivela monobloco no post : http://bikefixabr.blogspot.com.br/2013/08/a-conversao-da-monark-10-em-fixa.html e revisa a tua medida de diametro do tubo para ser soldado dentro do MC da caloi Cruiser. Ats, MF

      Excluir