Bianchi Ocelot MTB Fixa (pinhão Surly Dingle 21x17 e a altura do mov.central é 29cm)

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Bike Check: Carlera – O Estilo Xing Ling Pistês de Coritibúúú

Esses caras adoram "zoar" / criticar, fazer troça das fixas de paulistas e de outros no blog deles. Você precisa fazer uma avaliação das "pisteiras" de "coritibúúú", da maneira que eles avaliam as nossas. Após muitos pedidos, concordei em avaliar essa "pisteira" (que de pisteira não tem nada - é uma piada de mau-gosto de um pretensioso) que é um dos “intendidus de coritibúúú”.

Subjetividade por subjetividade todo mundo tem direito a sua. Procuramos examinar se a bike tem realmente aquilo que é propagandeado pelo seu dono: A bike é uma “true and pure” pisteira?  Será mesmo???.

Chamar isso de pisteira é chamar “urubu” de “meu louro” ou confundir vinho frizante com champagne (a “true and pure”). 

Infelizmente, o dono dela não sabe o que é uma bike pisteira !!! Favor reler atentamente o post: "Os "intendidus de coritibúúú" e as Bike Fixa / "Fake Pista" e "Pure" Pista".

E essa cor??? É estilo “urubu – city bike” ou “morcego” ??? Não, é a “Batrack-fake” do Robin.

Pisteira??? KKKKKK - "Xing Ling Pistês"

DETALHES:
Quadro Vicini X2 Pista 2008;
Garfo Visp 2011;
Selim Brooks Swift;
Aros Eighthinch Julian / Vzan;
Pneus Continental Super Sport;
Bullhorn Profile Air Wing 40;
Cubo Formula Pista;
Pedivela Lasco Track;
Pinhao pista Dura Ace;
Clip Shimano PD A515;
Relação 46 x 15 brakeless.

Esse quadro “ViChinês” com furação para freio traseiro e dianteiro, só é pisteiro em “coritibúúú”, e ainda o garfo tem “rake” de 45mm (que não é de pista, mas sim de estrada – Pisteira??? KKKKKKKKKKKK).Esse garfo VISP fica filé numa fixa convertida de MTB de supermercado. Vejam abaixo a foto do irmãozinho gêmeo chinês:

ViChinês ("True and Pure Pista"??? KKKKKK)

O fato de um quadro ter geometria de pista, não o torna um “true and pure” pista, mas apenas réplica (as vêzes mal feita) de um verdadeiro.

Esse quadro falta elegância para andar nas ruas com esses tubos oversize que parecem uma cópia mal adaptada de um quadro de alumínio de MTB.

Quadros de alumínio – ditos de pista, no máximo servem para treino. O verdadeiro quadro de pista para competições no âmbito da UCI é feito de carbono (melhor performance que alumínio). E no âmbito da NJS (Japão) são feitos de cromoly e certificados pela NJS. O resto é quadro de city bike fixa com geometria de pista.

A revista Ciclismo da Itália deu o prêmio para a bike Cinelli Gazzetta da Melhor City Bike de 2011.

Achei melhor traduzir, pois nunca se sabe com esses manés de “coritibúúú”: A Gazzetta é uma bicicleta de cromoly com a clássica geometria de pista (Nota: rake do garfo 35mm) projetada para uso nas ruas”.

Maiores informações sobre a premiação da Cinelli Gazzetta aqui, neste link:

O link para a página da Cinelli Gazzetta é este:

Ressalto que não estou fazendo a infâmia de comparar um Cinelli com um ViChinês, só estou explicando o conceito para os “intendidus de coritibúúú”, que não sabem distinguir entre uma “true and pure” pista de uma city bike fixa ou fixa urbana.

Resumindo: É um quadro para uma city bike fixa praieira (mas pintado de branco), quando você não tem alternativa. Alumínio resiste mais à maresia.

Esse pedivela Lasco – 130 BCD (padrão de estrada, mas em “coritibúúú” é considerado de pista), têm nome apropriado, é de lascar. Outro componente “Xing Ling”, sem eira nem beira, mas par perfeito para um quadro “Xing Ling Pistês”. É melhor usar o tradicional Sugino BMX, pelo menos esse é tradicional, tem estirpe, pedigree.

O pedal clip Shimano (PD A515) é bem ruinzinho, super-básico, mas compatível com o resto da city bike fixa. O melhor seria um Ritchey – dupla face (SPD), mais esguio.

Essa roda Julian (fabricada em Xing Ling City) é a típica de city bikes fixas, com cubo Fórmula - flip/flop, que nunca foi de pista, ou seja, “fake pista”.

Esses pneus clincher Continental não duram nada com skids. Paulistas que dão skids a torto e a direito usam Vittoria Randonneur. Só lembrando, “true and pure” pista usa pneu tubular, clincher é coisa de city bike fixa.

Pra quem dá skids, essa relação 46x15 deixa a desejar, somente 15 spots!!! A relação equivalente seria 52x17, e ai seriam 17 skid spots!!! Bem melhor!!!

Perdido no meio desses componentes “Xing Ling” está um único componente “true and pure” de pista: o pinhão Dura Ace.

Usar um selim Brooks Swift nessa city bike fixa mal ajambrada, é o mesmo que por cereja em bolo de bosta.

FAIL. Começa de novo.

By MarchaFixa

P.S.: Para não dizerem que só critico as "pisteiras" fajutas de "coritibúúú", vejam este post sobre a fixa Viking do Martens, que é de Curitiba; mas não faz parte da turma dos "intendidus".

9 comentários:

  1. Bike fake, garanto q ele comprou no supermercado angeloni hehe!

    ResponderExcluir
  2. Grande Luis... pegou pesado com a mulekada de curitiba... Sabe, eu sou um amante de bikes, e em londres a galera não ficava regulando ou querendo aparecer com equipamento, conhecimento ou skills. Chegando lá eu vi que andava certo no brasil, coloquei pneus slick numa mtb no tempo em que ninguem sonhava em uma hibrida. Hoje celebro as bikes, cada uma, sem regras, o que pode ser bom para ti pode ser ruim para mim, mas eu admiro todas e quando falo da bike de alguém é com a melhor das intenções... quando comecei a montar algumas das bikes que trouxe só tomei paulada de uma galerinha em blogs afins, lamentável, não trouxe nada de produtivo nem construtivo, adicionei o teu link no meu blog justamente por promover algo de conhecimento útil... afinal tb tenho pinhão parafusado em algumas bikes hehehe hoje em Porto Alegre até usamos um Jargão que nos foi adicionado "Viva o buraco"e com muito orgulho seguimos o nosso caminho. Quando o povo de Curitiba esteve em Porto Alegre conheci dois dos gajos, me pareceram bem legais, infelizmente não peguei o contato deles... mas teve um que me foi meio irônico e até antipático (talvez por que eu estava quebrado do acidente e estava com uma vintage de torpedo), mais tarde vim a saber que era o sujeito da bike que tu descreveu... ele continua irônico, mesmo pela web, mas eu acho que por detrás da ironia vem a insegurança... enfim, acho que todos nós deveríamos estar mais preocupados em curtir as fixas do que ficar se retaliando pela rede, seria bem mais produtivo e teríamos uma criatividade bem mais estimulada no contexto geral da coisa. Deixo aqui a disposição de ajudar todos que precisarem, entrem no blog e compartilhem. Grande Abraço EdU

    ResponderExcluir
  3. Outra coisa: eu detesto, acho horrível os garfos das fixas que vejo nos sites, principalmente os de outros paises. Aliás, este tipo de postagem, fazendo chacota com a bike dos outros é de muito mau gosto. Dar orientação, sim e até fica mais educado e se, por algum motivo, houve críticas assuntosas por parte dos curitibanos, a resposta polida e educada seria um tapa de pelica, não acham? Pensei em enviar uma foto da fixa que montei em casa, mas, depois desta postagem, nemn que a vaca tussa.

    ResponderExcluir
  4. Mauro,

    Tapa de pelica não funciona com "coritibúúús". Eles adoram pixar as fixas dos outros. Eles já fizeram chacotas de varias fixas de meus amigos, e da fixa MTB convertida que aparece no blog. Eles gostam de ser os "Vigilantes da Estética das Fixas" (Oops! digo "pisteiras"), e ficam vasculhando os outros blogs procurando uma vitima. Entretanto, quem tem telhado de vidro, não deve jogar pedras no telhado dos outros. Todos nós temos algum percepção pessoal, peculiar quanto a este ou aquele componente, mas alguns querem transformar isso em padrão estético, o que discordo veementemente, pois gosto é algo pessoal, subjetivo, como bem diz o ditado: "gosto não se discute". Abs,

    P.S.: No site www.pedal.com.br no tópico "Single Speed (flosofia)", o pessoal costuma postar as suas fixas sem problemas de criticas de ordem estética; no máximo fazem sugestões de ordem técnica - relação adequada etc.

    ResponderExcluir
  5. Nem todos os curitibanos são iguais...eu por exemplo...tirei muitas liçoes deste blog...e gostei principalmente do cubo dianteiro disco transformado em cubo traseiro fixa!!!Espero que desconsidere os outros curitibanos,,, realmente existe uma parcela consideravel de babacas presunçosos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcus,

      Obrigado pelo comentário. Sem dúvida que nem todos os curitibanos são iguais. É que tem uma pequena turma que gravita em torno do blog de Curitiba dedicado às fixas que gostavam de fazer uma espécie de "bullying" com as fixas que apareciam nos outros blogs. Algo que acho deplorável. Partindo da premissa que quem gosta de fazer esse tipo de coisa, também deve gostar que façam a mesma coisa com ele. Essa foi a motivação para publicar este post e outros como: Bike Check: Bianchi Ocelot Fixa e a Sétima "Regra" das Fixas (http://bikefixabr.blogspot.com.br/2011/05/as-sete-regras-das-fixas-mas-bike-fixa.html). É óbvio que não são todos os curitibanos que merecem a pecha de "intendidus de coritibúúú" e outros adjetivos; é apenas uma minoria de uma meia duzia que escrevem no blog e outra meia dúzia que é a claque de aulicos nos comentários das postagens. Ats, MF

      Excluir
  6. Caramba, depois de ver essa postagem meu preconceito com donos de fixa subiu um pouco, eu já sou meio encabulado com essa tribo por criar uns hypes sem noção. Aí me deparo com esse tipo de postagem. Nunca tinha visto nada do tipo antes, sou ciclista de estrada.Não abandono marchas pois são minha paixão, porém respeito todos os ciclistas mas vocês no sudeste tem de ter mais amor, nem os donos de fixas aqui no nordeste se comportam assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego,

      Obrigado pelo comentário. Entretanto você não entendeu o espirito do mesmo. Eu também nunca tinha me deparado antes com tipo de comentário feito pelos "Intendidus de Curitibúúú" sobre as fixas dos outros. Entendi que como eles gostam de fazer esse tipo de comentário desnecessário, achei que eles gostariam de ver uma criticas sobre as pisteiras estilo "Xing Ling Pistês ou pisteiras Tabajara bque eles gostam tanto. O o resultado está acima. Depois desse post e mais alguns, os "Intendidus" pararam de fazer esse tipo de análise no blog deles. O que julgamos realmente importante é: ponha a sua bike para rodar, vá pédalar e deixe todo esse superfluo do "estaile" pra lá. Simplesmente pedale, seja a sua bike uma Caloi 10 convertida ou MTB convertida, ou ainda uma legitima pisteira japonesa NJS com componentes top de linha. Leia os posts sobre: "Os Mitos das Bikes Fixas" e as Sete Regras das Fixas que você vai entender o posicionamento do blog. Ats, MF

      Excluir